MINHA PALAVRA É ESCRITA, CANTADA,FALADA,DESENHADA,MOVIDA E DAÍ NASCE MINHA ARTE.

JÔ MENDONÇA ALCOFORADO

POESIAS E CONTOS DA DEUSA DO AMOR

Textos

SERPENTE VIVA
SERPENTE VIVA (Jô Mendonça Alcoforado)

Sou como cobra
Que se arrasta pela caatinga
Por entre a areia, as pedras
E plantas verdes
Rastejo e enrosco
Meu bailado de serpente
Dançando em curvas sinuosas
Deixo os rastros

Meu corpo lânguido
Colorido e desenhado
Devagarzinho se arrastando
Faz caminhos
Caminhos retos e às vezes tortuosos
Dirige uma trilha
Que vai dá no oceano
Num mar repleto de tesouros encantados

Deixei meu ninho
Escondido pelos matos
Pra minhas crias
Não morrer sem deixar rastros
Olho pro céu e vejo o sol
Luz reluzente
Queimando a pele
Que é grossa e resistente

E de repente me escondo
Passando gente
Sem deixar sombras, encanto!
Eu sou serpente
Fazendo um coque
De cores feito rodilha
Estou enroscada
Também estou protegida

Das armadilhas do mundo
Serpente Viva!

Obs: Poema publicado no Livro Ponte dos Sonhos 1 - Lançado dia 24 de Setembro de 2010 na Câmara Municipal de Niterói-RJ
JÔ MENDONÇA
Enviado por JÔ MENDONÇA em 27/09/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
PALAVRAS ESCRITAS MOVEM-SE NINGUÉM SABE ONDE PODEM CHEGAR!