MINHA PALAVRA É ESCRITA, CANTADA,FALADA,DESENHADA,MOVIDA E DAÍ NASCE MINHA ARTE.

JÔ MENDONÇA ALCOFORADO

POESIAS E CONTOS DA DEUSA DO AMOR

Textos

SOU UM SACO
SOU UM SACO (Jô Mendonça Alcoforado)

Sou um saco cheio de cores
De coisas, de oxigênio, gás carbônico
Lixo, poeira, sujeira
Estico e encolho
Amasso e cubro
Entupo e desentupo
Rasgam-me
Fico picadinho
Mesmo rasgado e picado
Vôo, empurrado e levado pelo vento
Afago por onde passo
Desço em bueiros
Saio pela vala
Passo por detritos
E continuo saco...
Saco de pancada
Saco para embrulhos
Sacos com restos de
Outros sacos
Sacos para divertimentos
Fico feliz quando me enchem
De coisas boas
Quando sou aproveitado
Quando me torno laços...
Grandes laços coloridos
De todas as cores
Para colorir corações, festas
Ambientes e comemorações
Sou tão útil
Que às vezes nem sei
Para que sirvo tanto
Sou como um profeta
Por onde passo
Fica tudo registrado
Ando pelo mundo inteiro
E tenho muita sabedoria
Guardada, mais calada
Muitas vezes fecham minha boca
Deixo os outros descobrirem
Saber para que vou servir
Sou um servo
Sou necessário
E tenho vida longa
Para servir para toda eternidade
E se pensarem que eu morri
Sou reciclável
Sou cada vez mais...
De mil e uma utilidades
Por isso sou um saco!

obs: Publicado no livro Ponte dos Sonhos 1 - Lançado em 24 de setembro de 2010 na Câmara Municipal de Niterói - RJ
JÔ MENDONÇA
Enviado por JÔ MENDONÇA em 27/09/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
PALAVRAS ESCRITAS MOVEM-SE NINGUÉM SABE ONDE PODEM CHEGAR!